Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

sábado, 22 de novembro de 2014

Continuamos com o projeto das emoções...






















Registo de partilha de ideias

Relativamente ao diálogo sobre o que significava o medo, foram registadas as seguintes ideias:

Henrique: “é uma coisa que sentimos dentro de nós”;

Henrique: “ podemos ter medo de várias coisas ao mesmo tempo”;

Dalila: “é ficar assustado”;

Martas Martins: “Quando nós temos medo, estamos assustados”; “ Medo é ver alguma coisa que nós temos medo”;

Marta Martins: “ O medo desaparece consoante crescemos. Como crescemos, vamos aprendendo mais sobre as coisas que temos medo e o medo vai desaparecendo”;
 “ Se formos corajosos não temos grande medo”;

Matilde: “ o medo não desaparece assim tão rápido”

Relativamente ao diálogo sobre coisas boas que os faziam felizes e coisas tristes, foram registadas as seguintes ideias:

Henrique: “Passear com os primos”;

Tiago : “ Fazer colagens”;

João Castro: “ Faço um desenho, para a mãe ficar feliz”;

Gustavo: “ Fazer o que os pais mandam”;

Duarte: “ Os filhos devem fazer o que os pais mandam, para eles ficarem felizes.
Coisas tristes

Henrique: “ Por vezes esvaziamos o balde dos outros com o nosso comportamento”;

Magusto










domingo, 2 de novembro de 2014

Atividades realizadas



Algumas brincadeiras do dia das bruxas

De que cor é o medo?

João Pedro: É preto porque à noite quando a mãe apaga a Luz eu vejo monstros pretos.
Duarte: Para mim é cor de laranja, quando estou na cama vejo cabeças de abóbora.
Edith: Eu acho como o João. É preto porque tenho medo de aranhas pretas.
Iris: Eu tenho medo do escuro e o escuro é preto.
Gustavo: Eu acho que é verde porque às vezes quando sonho com bruxas elas são verdes.
Matilde: quando estou no quarto com a luz e a porta fechada fica escuro e eu tenho medo, por isso o medo é preto.
Marta Martins: Também acho que é preto, porque o preto é assustador.
Marta Sá Costa: Eu também tenho medo do preto porque à noite o escuro assusta.
Henrique: Quando estou assustado vejo coisas cinzentas.
Camila: Quando está muito escuro e vou para a cama vejo fantasmas e coisas assim.











Ciências




Doce de Abóbora











Atividade livre com fantoches