Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Seres vivos

Eu tenho o privilégio de trabalhar, numa das profissões mais fascinante, pelo menos para mim, que existem. Digam lá se esta conversa não enche a alma de qualquer um? O projeto do comboio tem sido um o motor para imensas descobertas e aprendizagens. Agora que nos viramos para a área rural, trajeto que o comboio também vai percorrer, surgiu no grupo a expressão” seres vivos”. João Paulo: Ó Graça o que são seres vivos? Como sempre remeti a pergunta ao grande grupo. Alexandre: São coisas que vivem, que têm vida. Margarida: Ter vida é ter paz e sossego para fazermos as nossas coisas. Educadora: Então só as pessoas é que são seres vivos? Certo! João Pedro: Não os seres vivos são as pessoas e os animais! Alexandre: E as plantas. Rui: Eu sei que são seres vivos pela cara. Educadora: Então os seres vivos têm cara. Alexandre: As plantas não têm cara! Educadora: Então não são seres vivos! Alexandre: Ai são, são porque bebem água e comem. Educadora: Então os seres vivos têm que beber água e comer? Então todos os seres vivos têm uma boca. Leonor: Não Graça, tu sabes que as plantas se alimentam pelas raízes. Francisco: Pois, as plantas comem e bebem pelas raízes, as pessoas e os animais comem e bebem pela boca. Educadora: Então para sabermos se é um ser vivo, temos que saber se come e bebe? Alexandre: Sim, mas também tem que aparecer na terra.~ Educadora: Então nós também aparecemos da terra! Rui: Não é assim, As pessoas nascem da barriga das mães. Duarte: Não é só as pessoas, alguns animais também e outros nascem de ovos. Educadora: Então para sermos ser vivos temos que nascer? Algumas crianças: Sim, claro! Alexandre: Claro, eu disse que aparecem da terra, mas era as plantas e flores. Rui: Pois, porque as plantas é que nascem de uma semente que se põe na terra. João Paulo: Depois da semente sai uma planta que cresce. Educadora: Então já disseram que: “ os seres vivos comem e bebem” e agora também têm que nascer? Crianças: Sim Leonor: E também morre. Francisco: Os seres vivos morrem, mas as pessoas só morrem quando forem muito velhinhas. Os seres que não são vivos não morrem, podem gastar-se ou ser destruídos. Afonso: Os seres que não têm vida não falam nem pensam, só os vivos e que fazem isso. Alexandre: Mais ou menos, porque as plantas não pensam. Duarte: As pessoas pensam e também guardam na cabeça as coisas para depois se lembrarem delas. Alexandre: A minha irmã disse que os peixes esquecem rapidamente da coisa, dão uma volta na água e já esqueceram tudo. Educadora: Parece que temos que pesquisar sobre o que são seres vivos! Mas entretanto vocês já disseram coisas muito interessantes. Se quiséssemos tirar uma conclusão desta conversa, tal como fazemos nas atividades de ciência, o que poderíamos dizer sobre os seres vivos? Margarida: Que eles comem e bem. Alexandre: Também nascem. João Paulo: E crescem Leonor: Ficam velhinhos e morrem.

1 comentário:

Maria da Luz Borges disse...

Lá diz o ditado:
"O trabalho do menino é pouco, mas quem não o aproveita é louco"
Este é um bom exemplo disso!
Boa semana