Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

sábado, 24 de setembro de 2011

COMO É QUE SE CRESCE?

Na sexta-feira a Graça levou para a sala, dois fantoches com dupla fase, uma cara simpática e feliz de um lado e uma cara chorona e triste do outro.

Depois da história tivemos a descobrir palavras que querem dizer a mesma coisa sinónimas e palavras que querem dizer o contrário, oposto, palavras antagónicas.


As imagens do Nino e da Nina serviram para o jogo de identificação dos opostos.


Foi muito divertido jogar este jogo:


As crianças tinham na sua posse imagens com a palavra escrita.


Um grupo de crianças tinha imagens de sentimentos, como feliz, triste, zangado… o outro grupo imagens com sentimentos opostos. O objetivo era que cada criança descobrisse o seu par, tendo como critério os opostos.


O mesmo para as palavras sinonimas.


A etapa seguinte foi descobrir, antecipando quantos meninos ficariam em jogo se acrescentássemos mais um par e assim sucessivamente.
O envolvimento das crianças foi fantástico!


Quero Crescer




Este era o sentimento de muitos dos meninos da sala quando se depararam, no início das atividades letivas, com a falta de alguns elementos do grupo que foram para o primeiro ciclo.

“ Ó Graça porque é que o Tomás, a Mariana o Miguel… já não estão na nossa escola?

- Porque já são crescidos e foram para o primeiro ciclo aprender outras coisas como ler, escrever…

- Pois, eles já tinham 6 anos e nós temos 4, mas eu estou quase a fazer 5 anos.

Depois de uma longa conversa em grupo, aproveitei a questão para lançar um desafio:

“ Como é que se cresce?”

As crianças foram verbalizando:

“Crescemos quando fazemos anos”

“Crescemos quando comemos comida”

“Crescemos se bebermos muito leite”

“Crescemos se comermos alface e tomate”

“Crescemos quando comemos couves”

“Crescemos quando dormimos”

“Crescemos quando estamos felizes”

“Crescemos quando mandamos no nosso corpinho”

Na Biblioteca do Jardim de Infância, encontrei dois livros um com o Titulo “ Eu quero Crescer” e outo “ Quero Crescer” de Luísa Ducla Soares.

Comecei com o 1ª, na hora do conto, li a história “ Eu quero Crescer” o livro falava de uma menina que queria crescer e então resolveu perguntar a vários adultos:

Como é que se cresce?

E as respostas foram surgindo:

Sendo gentil, meiga, corajosa, asseada, alimentando de forma saudável…

No fim, tentamos compara as respostas do livro com as verbalizadas pelas crianças e verificamos que só coincidiam na parte da alimentação saudável.

“ Todos dizem coisas diferentes, afinal como é que se cresce?”

O livro da Luísa Ducla Soares acabou por confundir as crianças ainda mais, agora era um rapazinho que queria crescer rapidamente sem ter que esperar tantos anos…,

Impôs-se a pergunta:

“Afinal como é que se cresce?”

1 comentário:

M. Jesus Sousa (Juca) disse...

Também nós gostávamos muito de saber a resposta a essa pergunta tão interessante... mas como ainda somos pequenitos ainda não conseguimos fazer perguntas assim!
De qualquer forma, se descobrirem a resposta, partilhem aqui para podermos ficar a saber.
É que nós também precisamos muito de crescer (mas como deve ser e sem pressas!)

Beijinhos para todos, da Sala Fixe, agora cheia de meninos mais pequenitos.