Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

domingo, 31 de outubro de 2010

Semana de 25 a 29 de Outubro

Esta actividade surgiu para ajudar as crianças mais pequenas, que ainda não sabem contar, na tarefa de verificação de presenças e faltas. Os meninos e as meninas de papel funciona como um jogo e ajuda as crianças a fazer correspondência dos presentes e verificar quantos faltam para assinalarmos no quadro. Desta forma grandes e pequenos podem desempenhar a tarefa com êxito.



O CMIA, Centro de Monitorização ambiental, veio ao nosso Jardim de Infância falar-nos sobre compostagem. No fim fizemos algumas perguntas.







Na terça-feira fizemos uma experiência divertida: Vamos experimentar e descobrir sabores!
Quem nos ajudou nesta tarefa?
De facto a língua não tem olhinhos, mas tem glândulas gustativas que nos ajudam a descobrir.




O projecto da Roda dos alimentos foi mesmo divertido.
Descobrimos muitas coisas novas.
Os alimentos estão organizados na roda por grupos e os alimento do mesmo grupo têm semelhanças entre si.
As fatias não são todas do mesmo tamanho porque está relacionado com as porções diárias que devemos comer.
Uma alimentação saudável implica comer diariamente de todos os grupos. A roda acaba assim por simular o nosso prato.
Também ficamos a saber que a água esta no centro porque é muito importante devemos beber muita água durante o dia.
Quando consultamos a Internet também verificamos que há países que em vez da roda usam uma pirâmide.
Agora que já sabemos tantas coisas sobre a alimentação temos que fazer um esforço para comer melhor.







Finalizamos o friso dos aniversários





Na matemática de forma lúdica trabalhamos a noção de grupo e o número de elementos por grupo.



A história do livro " Desculpa, por acaso és uma Bruxa" fez as delicias das crianças.
Até aconteceu uma situação caricata, não é que sentimos as dores da solidão do gatinho preto!
De facto ter amigos é uma coisa muito boa, é por isso que estamos a aprender a ser amigos "à seria".































































Festa de Halloween partilha com as outras salas





domingo, 24 de outubro de 2010

Semana de 19 a 22 de Outubro

Depois de uma interrupção forçada, pelo falecimento do meu pai, retomei terça dia 19 de Outubro, as funções docentes no Jardim de Infância.
Estava um pouco ansiosa com as possíveis perguntas das crianças sobre a morte, uma vez que todas elas sabiam o motivo da minha ausência.
No entanto fui surpreendida com a abordagem carinhosa e consoladora de algumas crianças.
M.L. “Nos sabemos que tu estás muito triste porque o teu pai morreu, mas não fiques porque ele está no Jesus.”
Al.” O teu pai já era muito velhinho, por isso não fiques triste!”
TM.” Quando nós gostamos muito das pessoas e depois elas morrem ficam sempre no nosso coração”
Fiquei sensibilizada com a preocupação das crianças em consolar-me. Em nenhum momento levantaram a questão da morte com aquelas questões que por vezes são típicas nas crianças: Porque? O como? O para onde foi?...
Foi uma abordagem muito serena com uma vertente mais consoladora do que interrogativa.
Agradeci a solidariedade e partimos para as novidades dos dias em que estive fora.


Esta semana demos continuidade ao friso dos aniversários que tinha ficado um pouco parado, por falta de adeptos para o continuar. Com os aninhos da D. e da M. Surgiu novamente a vontade de saber quem sãos os próximos. Assim voltamos ao trabalho:




















De acordo com o projecto curricular de turma, na área da educação para a saúde temos vindo a reforçar hábitos alimentares saudáveis. Introduzimos a fruta ao meio da manhã de acordo com o projecto em que estamos envolvidos “ Fruta é Vida”
Como estamos a descobrir o nosso corpo procuramos associar, ao corpo saudável uma boa alimentação.
Assim vimos imagens dos nossos frutos preferidos.
Identificamos algumas características: forma, cor, textura, paladar…
Identificamos os frutos nas imagens.
O M. trouxe para conhecermos e experimentarmos dois frutos diferente: Araça e Medronho.
Associamos o fruto à árvore, ou à planta.
Fizemos uma resolução de problemas com a manipulação de frutos de borracha.
E fomos à ACEP e jogamos um jogo com a roda dos alimentos.
Estas actividades desenrolaram-se ao longo da semana






Com a visita à ACEP um grupo de crianças dos mais velhinhos propôs fazer uma roda de alimentos gigante, como a da ACEP.
O T.M. até levou folhetos para recortar os alimentos.
Questionei-os porque queriam fazer a roda?
“Para sabermos os alimentos saudáveis que devemos comer?”
Educadora: E vocês sabem quais os alimentos que compõem a roda?
De questão a questão as crianças perceberam que para construir a roda necessitavam de saber mais sobre os alimentos e sobre a constituição da roda.
Então só tínhamos uma solução fazer um projecto para descobrir o que não sabíamos.
Pela primeira vez este ano iniciamos um projecto, obedecendo às etapas que esta metodologia sugere.
As crianças aderiram muito bem e estão na fase do registo do que sabem, do que querem saber, quem os pode ajudar, onde vão buscar a informação e a planificação da recolha da informação.







Semana de 11 a 15 de outubro

Depois da partilha do fim-de-semana iniciamos, como tínhamos combinado na semana anterior, o doce de abóbora. A Abóbora chegou ao Jardim pelas mãos do Tomás Marques.
Começamos por identificar semelhanças, dado ao seu formato ovalado as criança referiram que se parecia com um melão. Exploramos a sua textura exterior e verificamos que era dura, também como o melão. O cheiro, na opinião das crianças era diferente. Decidimos abrir a abóbora. O grupo de crianças que se tinha inscrito na confecção do doce confirmou a semelhança do interior da abóbora com o melão porque:
“ Também tem pevides “
“È amarelinha”
“Corta-se as fatias”
Educadora: O que nos falta fazer para sabermos se é mesmo igual ao melão?
“Temos que provar”
O resultado foi: “ Não, não é nada igual, a abóbora não tem o sabor do melão, não presta”
Decidimos então seguir a receita do doce.
Partimos à abóbora aos pedacinhos, pesamos na nossa balança a mesma quantidade de abóbora e de açúcar. Esta actividade foi muito engraçada porque permitiu trabalhar noções de peso, quantidade, número de vezes que repetimos a pesagem, o que acontecia quando um prato tinha mais do que o outro…
No fim levamos a panela ao lume e fizemos o registo da actividade e da receita.
Ao lanche experimentamos o doce no pão. Bom estava uma delícia.

Outra tarefa que tinha ficado para acabar foi a construção da nossa amiga Joana. A Joana surgiu porque o João, o nosso boneco estava muito sózinho e queria uma amiga para brincar. Descobrimos o quanto é importante ter amigos. Também descobrimos que somos todos diferentes:no genero, nos gostos, nas brincadeiras..., mas isso é bom porque assim podemos aprender uns com os outros." ser amigo é tão bom" foi a canção que aprendemos e ficamos a gostar.

Também iniciamos a construção das capas para os nossos trabalho.
Porque na sala há meninos mais pequenos decidimos escolher um modelo simples para que todos pudessem executar.