Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Gosto de Mim

Gosto de Mim
Uma das actividades planeada pelo grupo para caracterizar o portfólio de cada criança foi a elaboração do auto-retrato a partir de uma fotografia e posteriormente a caracterização física psicológica e emocional feita por cada criança de forma individual.
Depois de auscultar e registar 21 relatos todos eles fascinante, mas muito consciente das suas áreas forte e mais frágeis, constatei que algumas crianças referiam comportamentos menos correctos como forma de:
“Fazer o outro rir”;
“Porto-me mal com os colegas da outra sala porque o meu amigo … me manda fazer”;
“As vezes não quero fazer, mas eles riem-se e eu faço para eles ficarem contentes”;
“As vezes não sei mandar no meu corpo e faço asneiras”
“Eu adorava portar-me bem. Mas não consigo e faço birras.”
Estes foram algumas das frases verbalizadas por algumas crianças do grupo no seu auto-retrato.
Achei fascinante a capacidade de interiorização destas crianças assim como a lucidez da discrição.
Como não podia deixar de ser era necessário intervir, ajudar as crianças a descobrirem o grande poder que têm ao seu alcance, a capacidade de gostarem de si, de pensarem pela sua cabeça, de agirem em conformidade com aquilo que querem e que acham correcto, sem ser “mandado” por ninguém.
Em grande grupo propôs um desafio:
Cada criança teria que dizer a razão por que gostava de si. A questão era:
Gosto de mim porque:
Rodrigo “ Porque sou brincalhão e gosto muito de brincar”
Marta “Porque o meu coração tem muita vida e sou amiga dos colegas”
Diana “Porque gosto do meu corpo”
João “Porque tenho uma vida feliz”
Beatriz “Porque gosto de pensar”
Lucas “ porque gosto de passear”
Marisa “ porque sonho com portar-me bem”
Henrique “ Porque eu gosto de mim, porque sou muito feliz”
Joana “ porque brinco”
Afonso Cambão “ porque sou bonito”
Alexandra “porque faço colagens bonitas”
Catarina” porque a mãe veste-me roupas bonitas”
Matilde “porque as vezes falo comigo”
Maria “ porque tenho roupas bonitas”
Afonso Garcia “ porque gosto de brincar
Margarida” porque sou feliz”
Alexandre “ porque sou bonito”
Inês: “porque sei portar-me bem”
Foi interessante partilhar em grande grupo. Posteriormente levei para a sala o livro: “Gosto de mim”
Procuramos paralelismos com as frases verbalizadas pelas das crianças, mas a frase que mais adeptos reuniu foi: “Gosto de mim quando penso pela minha cabeça. “
Com frequência ouvimos dizer: “Olha que eu penso pela minha cabeça, não é pela tua” ou Eu sei mandar no meu corpinho por isso gosto de mim”
Foi gratificante observar que uma actividade tão simples fez desencadear mudanças significativas e profundas no seio do grupo.


3 comentários:

Juca disse...

Pois é mesmo muito bom aprednermos a conhecer-nos melhor, vermos o que podemos melhorar e gostarmos de nós próprios!
Vocês estão a fazer um trabalho muito importante e difícil, por isso coragem!

Bom trabalho a todos,

Bjs, Juca

raqui disse...

Olá!
Achei muito, muito interessante esta abordagem. Penso ser mesmo muito importante a criança reflectir sobre si e apontar caminhos porque entendo que para além de ajudarem a construir uma imagem positiva de si dão pistas fabulosas aos educadores. Parabéns!

Maria da Luz Borges disse...

Muito interessante a vossa actividade. Muito importante para fomentar a auto-estima e o auto controle.
É das coisas mais simples que normalmente vêm os melhores futos. Obrigado!
Luz