Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

domingo, 13 de dezembro de 2009

Semana de 7 a 11 de Dezembro

Iniciamos a semana, como já vem sendo hábito, pela partilha das experiências que consideramos positivas e queremos partilhar com os amigos.
De seguida a Gabriela apresentou o Livro “O Pedro e o Natal” após a leitura da histórias as crianças foram falando da forma como sentem o Natal:
Alexandra: “O Natal é o Pai Natal Magico, eu vou buscar as prendas de casa em casa, não posso ir a casa da minha avó porque ela não tem prendas para mim só para a Clara.”
Joana: “ O Natal é bonito eu gosto muito do Natal e das prendas”
Henrique:” Gosto de ter prendas e também o Natal põem as prendas no pinheirinho”
João:” No Natal as pessoas ficam muito felizes”
Diana: “ Natal é ter muitas prendas”
Marta: “Natal é Amor e as pessoas ficam muito felizes.”
Alexandre:” O pai Natal gosta de dar prendas.”
Margarida:” As pessoas ficam muito felizes porque dão prendas, umas as outras.”
Maria: “No Natal temos muitos amigos e partilhamos as prendas.”
Sérgio:”O Natal é uma emoção, porque gosto muito dele.”
Matilde:”No Natal os amigos vêem à nossa casa”
Miguel:” Gosto de ter amigos no Natal, porque brincamos juntos e não fazemos palermices.
Afonso Garcia:”Gosto de ter prendas no Natal”
Catarina:” Gosto do Natal porque vem alguém á nossa casa.”


Depois fomos para as actividades que tínhamos programado.
Continuamos os projectos dos seres vivos porque o grupo que está envolvido continua motivado e não quer fazer uma paragem, durante esta quadra em que há muitos trabalhos para a festa do Natal. Nesta lógica canalizaram o projecto para as diferenças e características de alguns os animais.
Na segunda durante a tarde a Gabriela explorou com as crianças uma actividade de matemática com padrões que envolveu anjinhos. No final algumas crianças quiseram construir anjinhos, umas usaram o modelo da Gabriela e outras criaram o seu próprio modelo.
Na quarta de manhã como já tínhamos conversado, na segunda-feira anterior, iniciamos a confecção dos biscoitos para oferecermos aos pais na reunião ao fim da tarde.
Como era surpresa a Graça comprou os ingredientes necessários e nós não trouxemos nada de casa.
A receita escolhida foi os biscoitos da Matilde, porque um dia a Matilde partilhou connosco uns biscoitos que fez com a mãe e eram deliciosos.
A Inês e a mãe também já partilharam connosco uma tarte de maça deliciosa, um dia destes vamos pedir a receita para fazermos na escola.










Foi pena a Graça não ter tirado fotografias aos pais a comerem os nossos biscoitos, mas ela às vezes esquece-se... Foi o que aconteceu.
No fim registamos a receita, para não nos esquecermos:
• Os ingredientes e as respectivas quantidades,
• Os materiais necessários
• Os procedimentos
O nosso arquivo de receitas esta a ficar recheado.
Durante a tarde a Graça leu-nos um poema da” Gata sem prenda de Natal” e nós gostamos tanto que ela teve que repetir.
Depois fomos para as actividades que tínhamos programado, dando continuidade aos trabalhos em curso.
Na Quinta de manhã chegou o Pai Natal, em fantoche, sim porque o Pai Natal pode apresentar-se de várias maneiras, ele precisava de ajuda para resolver um problema.
Tinha 6 prendas para distribuir por 3 casas, mas o trenó só levava duas prendas de cada vez. Como resolver o problema?
Apareceram logo dedinhos no ar:
Rodrigo: “ Comprava um trenó maior!”
Juliana: “Fazia assim, mais duas, mais duas e mais duas.”
Sérgio: “Trocava as prendas por outras mais pequeninas e já cabiam no trenó.”
Miguel: “ Eu acho que ele devia trocar o trenó por um saco grande”
Alexandra: “ Colocava as prendas umas em cima das outras.”
Lucas: “ Leva duas e vai buscar mais duas.”
João: “Assim não são seis!”
“ Leva duas pousa o trenó no telhado e vai dar, depois vai buscar outras duas e vai levar a outra casa, e depois vai buscar mais duas e deita pela chaminé e assim resolve o problema. 2+2+2=6
No fim verificamos que o Pai Natal fez 3 viagem de ida e volta.
Resolvemos experimentar fazer como o João disse:




O problema teve tanto sucesso que as crianças quiseram repeti-lo no dia seguinte criando outro enunciado.


Nos projectos para desafiar o grupo trouxemos imagens variadas de animais, as crianças observaram e identificaram algumas características que identificam as aves, os peixes, os mamíferos, os insectos…
Resolveram corta-las para fazerem grupos e integrar no livro que estamos a elaborar.

Já na sala conversamos sobre o aniversário da convenção dos direitos do homem celebrado no dia anterior.
De forma simples tivemos a explorar o que é um direito; Foi lançado um desafio ao grupo, no sentido de identificar alguns direitos.
Alexandra: “Todos temos direito a ter amigos”
João:” Temos direito a brincar”
Marta: “ Todos têm que ter direito a ter mãe e pai é uma família”
Sérgio:” E também a comer e ter comida”
Marisa: “ Também temos que partilhar”
Henrique:” A ter brinquedos”
Durante a conversa ainda surgiu o direito a ter um nome, a ter casa, a ter roupa, e a se feliz.
Todas as crianças participaram no debate de ideias embora algumas tivessem repetido o que já tinha sido dito.
Durante a tarde fizemos a hora do conto com 1º ciclo, com a história” Uma prenda de Natal”
De regresso à sala era necessário fazer a avaliação da semana, mas para alternar as actividades fizemos primeiro um jogo de movimento e depois é que fomos avaliar.
Na avaliação as crianças referiram a actividade de resolução de problemas, com o fantoche do Pai Natal, como a que gostaram mais, seguida da motricidade e da história de Natal.
No que gostaram menos mencionaram alguns conflitos interpessoais, barulho na cantina e algumas tontarias feitas por meninos que não sabem mandar no corpinho.
Nos trabalhos para a semana ficou:
O postal de Natal, na técnica de pastel, o doce de abóbora e a decoração dos frasquinhos, a dança de Natal e a festa de Natal.

1 comentário:

Juca disse...

Pois aqui está o resultado de mais uma semana bem preenchida... fiquei foi com vontade de conhecer a poeia da gata... não a querem partilhar comigo? Os meus meninos decerto iriam gostar!

Vou ficar à espera... beijinhos.