Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Que fruta será esta?


Antes das interrupções de Natal o Miguel levou para a sala uma toranja.
Tivemos a ver quem conhecia aquele fruto, mas as crianças não tinham registos anteriores e limitaram-se a encontrar semelhanças, com outros frutos conhecidos, como a laranja e o limão.
No entanto referenciaram que não era nenhum desses frutos porque não tinham a mesma cor.
De seguida optamos por cheirar.
A grande maioria do grupo achou que o cheiro era semelhante ao da laranja.
Por fim abrimos o fruto e fomos verificar.
Por dentro era igual à laranja, cheirava a laranja, tinha a forma redonda da laranja, mas o paladar!!!
Bah, que amarga, não, não é mesmo laranja!
Então o que será?
Pois é!
Era isso mesmo, uma Toranja.

Palavras associadas ao Natal

Foi feito um desafio ao grande grupo:
Dizer a primeira palavra ou ideia que surgiu quando verbalizei a palavra Natal!
As palavras foram introduzidas no wordle e o resultado é o que se vê


Chegada do Pai Natal

Festa de Natal com o Primeiro Ciclo

Como fizemos o doce de abóbora

Como fizemos os postais de Boas Festas

domingo, 13 de dezembro de 2009

Semana de 7 a 11 de Dezembro

Iniciamos a semana, como já vem sendo hábito, pela partilha das experiências que consideramos positivas e queremos partilhar com os amigos.
De seguida a Gabriela apresentou o Livro “O Pedro e o Natal” após a leitura da histórias as crianças foram falando da forma como sentem o Natal:
Alexandra: “O Natal é o Pai Natal Magico, eu vou buscar as prendas de casa em casa, não posso ir a casa da minha avó porque ela não tem prendas para mim só para a Clara.”
Joana: “ O Natal é bonito eu gosto muito do Natal e das prendas”
Henrique:” Gosto de ter prendas e também o Natal põem as prendas no pinheirinho”
João:” No Natal as pessoas ficam muito felizes”
Diana: “ Natal é ter muitas prendas”
Marta: “Natal é Amor e as pessoas ficam muito felizes.”
Alexandre:” O pai Natal gosta de dar prendas.”
Margarida:” As pessoas ficam muito felizes porque dão prendas, umas as outras.”
Maria: “No Natal temos muitos amigos e partilhamos as prendas.”
Sérgio:”O Natal é uma emoção, porque gosto muito dele.”
Matilde:”No Natal os amigos vêem à nossa casa”
Miguel:” Gosto de ter amigos no Natal, porque brincamos juntos e não fazemos palermices.
Afonso Garcia:”Gosto de ter prendas no Natal”
Catarina:” Gosto do Natal porque vem alguém á nossa casa.”


Depois fomos para as actividades que tínhamos programado.
Continuamos os projectos dos seres vivos porque o grupo que está envolvido continua motivado e não quer fazer uma paragem, durante esta quadra em que há muitos trabalhos para a festa do Natal. Nesta lógica canalizaram o projecto para as diferenças e características de alguns os animais.
Na segunda durante a tarde a Gabriela explorou com as crianças uma actividade de matemática com padrões que envolveu anjinhos. No final algumas crianças quiseram construir anjinhos, umas usaram o modelo da Gabriela e outras criaram o seu próprio modelo.
Na quarta de manhã como já tínhamos conversado, na segunda-feira anterior, iniciamos a confecção dos biscoitos para oferecermos aos pais na reunião ao fim da tarde.
Como era surpresa a Graça comprou os ingredientes necessários e nós não trouxemos nada de casa.
A receita escolhida foi os biscoitos da Matilde, porque um dia a Matilde partilhou connosco uns biscoitos que fez com a mãe e eram deliciosos.
A Inês e a mãe também já partilharam connosco uma tarte de maça deliciosa, um dia destes vamos pedir a receita para fazermos na escola.










Foi pena a Graça não ter tirado fotografias aos pais a comerem os nossos biscoitos, mas ela às vezes esquece-se... Foi o que aconteceu.
No fim registamos a receita, para não nos esquecermos:
• Os ingredientes e as respectivas quantidades,
• Os materiais necessários
• Os procedimentos
O nosso arquivo de receitas esta a ficar recheado.
Durante a tarde a Graça leu-nos um poema da” Gata sem prenda de Natal” e nós gostamos tanto que ela teve que repetir.
Depois fomos para as actividades que tínhamos programado, dando continuidade aos trabalhos em curso.
Na Quinta de manhã chegou o Pai Natal, em fantoche, sim porque o Pai Natal pode apresentar-se de várias maneiras, ele precisava de ajuda para resolver um problema.
Tinha 6 prendas para distribuir por 3 casas, mas o trenó só levava duas prendas de cada vez. Como resolver o problema?
Apareceram logo dedinhos no ar:
Rodrigo: “ Comprava um trenó maior!”
Juliana: “Fazia assim, mais duas, mais duas e mais duas.”
Sérgio: “Trocava as prendas por outras mais pequeninas e já cabiam no trenó.”
Miguel: “ Eu acho que ele devia trocar o trenó por um saco grande”
Alexandra: “ Colocava as prendas umas em cima das outras.”
Lucas: “ Leva duas e vai buscar mais duas.”
João: “Assim não são seis!”
“ Leva duas pousa o trenó no telhado e vai dar, depois vai buscar outras duas e vai levar a outra casa, e depois vai buscar mais duas e deita pela chaminé e assim resolve o problema. 2+2+2=6
No fim verificamos que o Pai Natal fez 3 viagem de ida e volta.
Resolvemos experimentar fazer como o João disse:




O problema teve tanto sucesso que as crianças quiseram repeti-lo no dia seguinte criando outro enunciado.


Nos projectos para desafiar o grupo trouxemos imagens variadas de animais, as crianças observaram e identificaram algumas características que identificam as aves, os peixes, os mamíferos, os insectos…
Resolveram corta-las para fazerem grupos e integrar no livro que estamos a elaborar.

Já na sala conversamos sobre o aniversário da convenção dos direitos do homem celebrado no dia anterior.
De forma simples tivemos a explorar o que é um direito; Foi lançado um desafio ao grupo, no sentido de identificar alguns direitos.
Alexandra: “Todos temos direito a ter amigos”
João:” Temos direito a brincar”
Marta: “ Todos têm que ter direito a ter mãe e pai é uma família”
Sérgio:” E também a comer e ter comida”
Marisa: “ Também temos que partilhar”
Henrique:” A ter brinquedos”
Durante a conversa ainda surgiu o direito a ter um nome, a ter casa, a ter roupa, e a se feliz.
Todas as crianças participaram no debate de ideias embora algumas tivessem repetido o que já tinha sido dito.
Durante a tarde fizemos a hora do conto com 1º ciclo, com a história” Uma prenda de Natal”
De regresso à sala era necessário fazer a avaliação da semana, mas para alternar as actividades fizemos primeiro um jogo de movimento e depois é que fomos avaliar.
Na avaliação as crianças referiram a actividade de resolução de problemas, com o fantoche do Pai Natal, como a que gostaram mais, seguida da motricidade e da história de Natal.
No que gostaram menos mencionaram alguns conflitos interpessoais, barulho na cantina e algumas tontarias feitas por meninos que não sabem mandar no corpinho.
Nos trabalhos para a semana ficou:
O postal de Natal, na técnica de pastel, o doce de abóbora e a decoração dos frasquinhos, a dança de Natal e a festa de Natal.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Semana de 30 de Novembro a 4 de Dezembro

Na segunda-feira de manhã as crianças estavam muito agitadas, todas queriam contar as novidades de fim-de-semana que, na grande maioria das crianças, passava por a construção do pinheirinho, presépio, ou saídas, com luzes e motivos relacionados com o Natal.
A Rafaela aproveitou a motivação e levou as crianças à sala dos computadores da 1ª Ciclo, porque tem um quadro interactivo e apresentou o Power -Point da história:
“ O Gui o Natal Verde e o Planeta Azul”
No fim da história voltamos a passar as imagens, por pedido das crianças e fomos para a sala lanchar e executar as actividades do plano.
Os meninos, dos projectos dos seres vivos continuaram a trabalhar e decidiram compilar a informação recolhida, no livro dos Seres vivos.
Entretanto também sugeriram que “podíamos fazer, como a mãe do Miguel no computador.”








Antes do almoço depois de arrumarmos a Rafaela voltou a falar da história. Fez algumas perguntas e assim recordamos o seu conteúdo.
As crianças acharam que já era tempo para começarmos a preparar o Natal do Jardim e assim pensamos no que podíamos fazer.
Durante a tarde a Rafaela trouxe uma experiência muito interessante.
Na pesquisa que fizemos na Internet, sobre os seres vivos, verificamos que todos os seres vivos são constituídos por células, alguns com muitas, outros com poucas, mas todos tinham na sua constituição células.
Clara que não sabíamos o que era, mas fomos descobrir. Para nos ajudar a visualizar melhor a Rafaela fez uma preparação com a casca transparente da cebola e um liquido que nós já conhecíamos, das experiencias da Escola Secundaria de Monserrate, e que se chama azul-de-metileno.
Fomos observar e foi fantástico!
Depois tentamos outra preparação com raspa do epitélio da língua.
Não conseguimos ver tão bem como o da cebola, mas foi bom conhecer.










Na manhã de quarta-feira começamos com a sessão de motricidade foi divertido porque fizemos um circuito.
Na quarta de tarde iniciamos as decorações de Natal tal como tínhamos combinado. O nosso pinheirinho da entrada precisava de enfeites e foi necessário por mãos à obra.
Entretanto também acordamos fazer uma árvore de Natal ecológica, com restos de papel da portucel.
Utilizamos um tubo de cartão que a tia da Marta nos arranjou, no inicio do ano e decidimos fazer triângulos de vários tamanhos, porque vimos que os pinheiros de Natal, que aparecem nas imagens, são constituídos por triângulos.
Na quinta de manhã a Graça trouxe uma resolução de problemas que começou com uma história do livro “ O Trenó do Pai Natal”.
No fim da história colocamos o gorro do Pai Natal e com o saco as costas distribuímos prendas (legos, porque era um jogo de faz de conta) por alguns meninos.
O saco continha prendas e as prendas tinham que ser distribuídas em número igual por os meninos escolhidos e que se encontravam a dormir. Quantas prendas recebiam?
Começamos com 6 prendas dentro do saco para distribuir por 3 meninos e fomos alterando o número de prendas e meninos.
Algumas crianças que faziam de Pai Natal, distribuíam as prendas correctamente, logo na primeira volta, no entanto outras colocavam 1 peça de cada vez e repetiam as voltas até acabar as peças. O jogo foi um sucesso foi difícil parar de jogar.





Durante a tarde com os materiais que construímos e com o que já existia dos anos anteriores, começamos a decoração da sala.
Na sexta-feira de manhã a Graça levou um CD com músicas de Natal. Gostamos muito da musica do Rodolfo. Exploramos a melodia com o nosso corpo e depois de uma votação decidimos fazer uma dança para apresentar aos nossos colegas na festa do Natal.
Continuamos com os trabalhos que tínhamos programado e com os projectos dos seres vivos.
Descobrimos um livro na biblioteca que falava sobre seres vivos e tivemos a explora.
Bom, estamos a perceber que este projecto ainda tem muito para descobrir!
Então não é que descobrimos que há seres vivos que usam a camuflagem para se protegerem dos predadores?
E os morcegos? Não são pássaros!
E as pessoas também são animais?
O Rodrigo disse que somos primos dos macacos?
Será que é verdade?
Com os preparativos para o Natal vai ser difícil continuar a descobrir estas coisas todas, mas quando voltamos em Janeiro vamos agarrar outra vez o projecto em força.
Durante a tarde a Graça contou uma história de Natal e no fim tivemos a partilhar as nossas vivencias de Natal.
Para a próxima semana postamos o que cada criança disse.
Porque estivemos muito tempo na mesa grande, sem dar conta do tempo a passar, não foi possível fazer a avaliação da semana.
No entanto fizemos o balanço do dia e preenchemos as bolas do quadro das actividades programadas.