Papel Principal

" Amar é ter um pássaro pousado no dedo.

Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento ele pode voar."

Rubem Alves

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

Nenhum de nós é tão bom quanto todos de nós juntos

domingo, 1 de novembro de 2009

Semana de 26 a 30 de Outubro

Semana de 26 a 30 de Outubro
Na segunda-feira a seguir à partilha da semana as Estagiárias Gabriela e Rafaela apresentaram um teatro de fantoches “ O Dentinho”.
No fim do teatro as crianças responderam a algumas questões de interpretação, colocadas pela Gabriela.




Após o lanche da manhã as crianças dirigiram-se para as áreas que tinham programado e o grupo dos projectos fez o ponto da situação do trabalho.
Acordaram que com o material que tinham recolhido e produzido podiam fazer um livro sobre os dentes.

Entretanto perguntamos como é que eles estavam a pensar partilhar os conhecimentos que construíram com as outras crianças do Jardim.
A Alexandra sugeriu que podiam fazer um teatro como o teatro do Dentinho.
Os colegas acharam a ideia óptima.
No entanto surgiu um problema “ que teatro é que vamos fazer?”
As crianças com a ajuda das estagiárias sugeriram construir um texto para dramatizarem.
Com a participação de todas as crianças, do grupo do projecto, criaram um texto para dramatizarem.
Este novo cenário deu um impulso ao projecto, as crianças escolheram personagem, representaram-nas no quadro e meteram mãos à obra.

Na parte da tarde partilhamos as comunicações vindas de casa que tinha como objectivo descobrimos: quando nasceu o primeiro dente, a cada uma das crianças.
Cada criança registou o nascimento do dente num quadro de barras, na linha vertical, colocamos os meses e na horizontal, o nome das crianças.
As crianças foram colocando um dentinho no mês, em que este, tinha nascido.
Quando todos colocaram o dente verificamos que à maioria das crianças o 1º dente nasceu ao sétimo mês.







Na terça-feira de manha a seguir as rotinas a Gabriela apresentou uma canção muito engraçada que falava de uma “laranjinha”.
Inicialmente foi introduzindo a letra frase a frase explorando os tempos, o som através da voz grossa, fina, alta, baixa…
Rapidamente as crianças memorizaram as duas quadras e incorporaram a música. De seguida a Gabriela distribuiu instrumentos musicais e as crianças foram verbalizando os seus nomes: clavas, pandeireta, caixa chinesa, maracas, pandeireta com pele.
A Gabriela foi solicitando um instrumento de cada vez, para ouvirmos bem o seu som, depois de passar por todos os instrumentos cantamos a canção com os instrumentos batendo a pulsação.
O resultado final foi muito bom, as crianças estavam compenetradas da sua tarefa e cumpriram rigorosamente o seu papel.





Após o lanche seguiram para as áreas que tinham programado e o grupo dos projectos iniciou a construção dos fatos para o teatro.
Durante a tarde a Gabriela apresentou uma actividade sensorial com frutas explorando os 5 sentidos.
Descobrir os frutos através do tacto, do olfacto do paladar e por fim a visão.
As crianças envolveram-se na experiência e rapidamente descobriram os frutos. No tacto não houve dificuldades em identificar os frutos. N olfacto algumas crianças tiveram dificuldade de identificar a maça, a pêra e o pêssego. No paladar e na visão as crianças identificaram sem dificuldade.







Na quarta de manhã a sessão de motricidade desenvolveu-se no ginásio da escola do 1º ciclo por oferecer mais condições de espaço. Depois de um período de aquecimento a Gabriela montou um circuito com graus de dificuldade em algumas etapas. O grupo aderiu com entusiasmo e deu proposta para a actividade.
De regresso à sala as crianças foram para as áreas que tinham programado.
Na semana anterior a Rafaela tinha enviado por cada criança uma grelha para registarem a lavagem dos dentes em casa de manhã e à noite. As crianças devolveram a grelha preenchida e individualmente registaram no quadro de barras o número de vezes que lavaram os dentes (de manhã e á noite).


Durante a tarde e porque as crianças andavam sempre a falar no dia das bruxas (halloween) li a história do livro “ Desculpa! Por acaso és uma bruxa?”.
As crianças ficaram fascinadas e andaram o resto da tarde a encontrar indícios e pistas para perguntarem: “ Desculpa, por acaso és uma bruxa” até o senhor que estava a varrer as folhas no recreio foi interpelado com a pergunta..., porque tinha uma vassoura na mão. Claro que justificaram o porquê daquela pergunta.
Na Quinta de manha as crianças só falavam no Halloween.
Estivemos a ver no globo terrestre o país onde há uma forte tradição do dia das bruxas e as brincadeiras que essas crianças fazem de porta em porta.
As crianças verbalizavam que queriam fazer e construir coisas assustadoras para colocar na sala.
Identificamos o que podia ser assustador: ” fantasmas, aranhas, gatos pretos, abóboras com “boca e olhos e luzes lá dentro”, vampiros esqueletos…
Exploramos um pouco o conceito de assustador:
“ É uma coisa que mete medo”
“ Assustador é quando estamos com medo e queremos a mãe”
“Eu não me assunto com coisas assustadoras já sei que é de faz de conta!”
“Eu, as vezes sonho com coisas assustadoras, mas depois acordo e vejo que não é verdade, mas as vezes vou para a cama da minha mãe.”
“Isso são pesadelos, eu as vezes também sonho com monstro assustadores”
“Também quando nos perdemos também é assustador”
Depois desta conversa fomos para as áreas programadas e um grande número de crianças inscreveu-se na colagem para executar as fantasias assustadoras.






No inicio da tarde, no momento de grande grupo o Miguel (quando chegou após o almoço) pediu a palavra para perguntar:
“ O que é que os insectos têm em vez de pele?”
Perguntei ao grupo se algum menino sabia responder à pergunta do Miguel.
“Se calhar têm uma carapaça assim como o caracol ou a tartaruga ou a Joaninha” - diz o João
Miguel: “ A tartaruga e o caracol não são insectos e a joaninha se tivesse uma carapaça não conseguia voar”.
Rodrigo –“ Mas a joaninha voa tem asas e tem uma carapaça nas costas.”
Marta: -“Podemos fazer um projecto para descobrir a pele dos insectos”
Educadora: -“Pois é mas ainda estamos a trabalhar no projecto dos dentes!”
João: -“ Podem ficar outros meninos neste projecto”
Educadora: - Muito bem e quem são os interessados?”
Rapidamente se formou um grupo de 6 crianças.
Porque estávamos empenhados no hallowen deixamos o projecto para a semana seguinte.
Na sexta de manhã decoramos a sala com as fantasias que fizemos e tínhamos na sala, colocamos uma música de bruxas e dançamos alegremente à volta da sala.



Depois com as fantasias, que alguns elaboram, fomos à sala 1 e 2 e dissemos: - “guloseimas ou travessuras?”
Como não havia guloseimas tivemos que fazer uma travessura. Com muitos pozinhos de plim pim pim e um pano fizemos desaparecer alguns meninos.
É claro que como bruxinhos bons que somos, deixamos tudo no lugar.



Mais tarde quando voltamos ao grande grupo o Miguel informou que tinha uma pen com um trabalho que ele, a mãe, o irmão e o pai tinham feito no computador sobre os insectos.
O grupo dos insectos quis ver o trabalho e fomos buscar um portátil para a sala.
Depois da observação do power-point as crianças do grupo dos projectos foram desenhar alguns insectos que viram na apresentação.



No inicio da tarde e num clima apropriado contei uma historia do livro “ A corrida da Bruxa”.




Depois de um pequeno tempo de actividade nas áreas fizemos a avaliação da semana.
Como ponto forte mencionaram o teatro do dente, a motricidade, a experiência, o dia das bruxas o projecto dos dentes e o dos insectos.
Como pontos fracos o barulho da cantina e alguns incidentes críticos nas relações interpessoais.
Propostas para a semana: o teatro do projecto dos dentes, para todas as salas do Jardim, o projecto dos insectos e o magusto do dia de são Martinho.

2 comentários:

Juca disse...

Olá meninos e educadora Graça,

Isto é que foi uma semana plena de realizações... tanto, que nem sei por onde começar a comentar!

Vocês estão a ficar peritos em projectos e isso é muito bom de ver, primeiro o dos dentes, agora o dos insectos... quem sabe não podemos fazer uma "parceria"? É que nós também andamos às voltas com o projecto das abelhas, que também são insectos!

Queremos deixar os parabéns para todos e desejar que continuem assim entusiasmados a trabalkhar, a brincar e a aprender, na companhia da vossa educadora e estagiárias (e também da vossa coordenadora, que vi num cantinho duma foto)

Beijinhos Para todos.

Lenita disse...

Olá,
Voces estão cheios de ideias fantásticas e projectos muito interessantes.
Parabens a todos os meninos, educadora e estagiárias.
Bjs